083_00

SINOPSE
No ano de 2035 a população humana abandonou a superfície e passou a viver no subsolo para fugir de uma poderosa epidemia. Agora com os avanços da tecnologia é possível fazer viagens no tempo, e para isso, prisioneiros são treinados para cumprir missões de campo, na troca de redução da pena e outras vantagens. Os presos se submetem a cumprir tarefas para uma cúpula de cientistas e, James Cole é incumbido de uma missão primordial, voltar até 1996 para investigar o grupo terrorista, Os Doze Macacos, e conseguir uma amostra do vírus. Acidentalmente James vai para no ano errado, em 1990, e acaba sendo capturado pela polícia local. Dado como louco por suas alegações, ele é levado para um sanatório, onde conhece Jeffrey Goines, um jovem completamente fora de órbita, que o fará se questionar de sua própria sanidade.

083_01

COMENTÁRIOS
Os Doze Macacos é um dos maiores clássicos cult de ficção científica de antes da virada do milênio, e  foi inspirado no curta-metragem francês La Jetée. Explorando viagens no tempo e paradoxos temporais, você é abduzido para dentro de uma trama confusa e cheia de reviravoltas. O mais fascinante neste roteiro fantástico, é que mesmo dando um enorme nó na cabeça, ele consegue fechar em uma conclusão sólida e ao mesmo tempo interrogativa. Ao fim filme chegamos numa questão (não, darei spoilers aqui), algo completamente aceitável, e que não nos deixa com a sensação de ter sido ludibriado por um script que não soube fechar. Muito pelo contrário, todo o texto fora desenvolvido exatamente para sua conclusão. Parece algo bobo? Acredite, a maioria das histórias são feitas sem a previsão de fechamento.

083_02

Assisti ao filme próximo ao seu lançamento, eu devia ter uns doze anos, igual aos macacos, e tenho de assumir, não gostei porque não entendi nada! Daí conhecendo a mística ao redor da obra, decidi rever novamente. E agora sim, com os neurônios, mais ou menos, instalados e organizados na cachola, consegui curti e compreender o que era tão fantástico para esse filme ser lembrado com tanto saudosismo até hoje. Brad Pitt está fenomenal! Incorpora um louco que manicômio nenhum tem estrutura para alojar! Não à toa recebeu o Golden Globe Awards de melhor ator coadjuvante. Bruce Willis também está muito bem ao lado de Madeleine Stowe, mas o que mais ressalta em Os Doze Macacos realmente é seu fascinante roteiro, escrito pelo casal David e Janet Peoples. A direção impecável é feita por Terry Gilliam, um cineasta visionário que trabalhos em filmes como O Pescador de Ilusões, Brazil: O Filme, Medo e Delírio, Monty Python: Em Busca do Cálice Sagrado, e muitos outros.

083_03

COMENTÁRIOS COM SPOILERS
Já vacinado por filmes e mais filmes de ficção que abordam temas como viagem no tempo e paradoxos, considero Os Doze Macacos um filme de fácil compreensão em sua conclusão, embora toda sua extensão até antes do fim intimide bastante. Mas se você se confundiu um pouquinho em entender como a história finaliza, eu vou tentar te ajudar. James Cole realmente é um prisioneiro do futuro com a função de voltar até 1996 na intenção de pegar uma amostra do vírus. Porém quando ele vai parar em 1990 devido à um erro da viagem, conhece Jeffrey Goines. Enquanto dopado no manicômio, James sem intenção lança a causa de todos os males à mente perturbada de Jeffrey. É o próprio James que sugere a ideia dos Doze Macacos para Jeffrey. Há um hiato de eventos entre o episódio de 1990 e o ano de 1996, quando Jeffrey agora está em sua casa, junto de seu pai, um renomado cientista. Jeffrey então sai do controle, amordaça o pai e decide trazer o caos liberando o vírus. E aí está o pulo do gato. Ao mesmo tempo que cogitamos ser James o culpado em dar a ideia para Jeffrey, também precisamos lembrar de Dr. Peters, assistente de Dr. Leland Goines, pai de Jeffrey, era tão louco quanto Jeffrey. Recobramos isso quando lembramos que no início do filme ele se mostrava obsessivo com Kathryn Railly numa sessão de autógrafos. Dada essa proximidade de Dr. Peters aos trabalhos de Dr. Leland Goines, entende-se que ele paralelamente criou o vírus devido à influência, também louca, de Jeffrey. No fim uma cientista chefe vinda do ano de 2035 volta pessoalmente à 1996 para em definitivo consertar as coisas dentro do voo que Dr. Peters conseguiu embarcar com o vírus, mas ainda ficamos com o paradoxo, Cole foi ou não responsável por influenciar Joffrey? Ele precisou voltar no tempo para impedir algo que ele mesmo causou por voltar no tempo? Confuso? Esse é o paradoxo. E essa dúvida não pode ser respondida, é a cereja do filme. Então desculpe, mas você vai ter de dormir com esse looping infinito.

083_04

ELENCO E FICHA TÉCNICA
Bruce Willis, Madeleine Stowe, Joseph Melito, Joey Perillo, Brad Pitt, Christopher Plummer, Michael Chance, Vernon Campbell, David Morse, Christopher Meloni, Simon Jones, Bill Raymond, Bob Adrian e H. Michael Walls compõem o elenco. Os Doze Macacos é um filme de ficção científica norte americano de 1995 escrito pela dupla David e Janet Peoples, e foi dirigido por Terry Gilliam. A produção de Charles Roven teve um orçamento de 29.5 milhões de dólares, e uma receita final de 168.8 milhões. O longa recebeu o ASCAP Award, prêmio de maior bilheteria, foi nomeado a dois Óscares, como melhor ator coadjuvante para Brad Pitt, e melhor desing de roupas para Julie Weiss. Brad Pitt foi premiado pelo Golden Globe Awards como melhor performance de um ator coadjuvante.

CONCLUSÃO
Uma obra de arte do cinema lançada em 1995 que certamente serviu de inspiração para filmes como Efeito Borboleta (2004), O Predestinado (2013), No Limite do Amanhã (2014), ou mesmo o suprassumo da maluquice em se tratando de viagens no tempo, Donnie Darko (2001). Os Doze Macacos é um filme antigo que envelheceu muito bem. Tem uma película granulada que entrega logo sua geração, mas que de forma alguma onera em sua qualidade. Na realidade isso é até um charme que foi intencionalmente repetido até pelo atual Coringa (2019). Lição de casa se ainda não conhece essa pérola do cinema: faça sua pipoca, pegue uma bebida não muito forte, porque aí mesmo que você não vai entender nada, e sente-se confortavelmente para a viagem mais louca depois de Donnie Darko! Este filme é recomendado para adultos! Boa sorte!

Barra Divisória

assinatura_dan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s