059_00

Festim Diábolico (Rope, no original) é uma película de 1948 de Alfred Hitchcock, um dos grandes nomes do cinema de suspense no século XX. O enredo trata do assassinato realizado por dois amigos: Brandon (John Dall) e Philip (Farley Granger), cuja vítima foi o colega de ambos, David Kentley (Dick Hogan).

Logo nas primeiras cenas é realizado o crime. Os dois matam o rapaz apenas pelo prazer de cometer o assassinato, o desejo do chamado “crime perfeito”. Esse é o tema que será abordado durante todo o longa-metragem. Para “brincar” com a ideia do perigo, eles têm a bizarra ideia de colocar o corpo dentro de uma arca, que será utilizada no mesmo dia para colocar uma mesa de um buffet.  Os assassinos dariam uma festa. Ambos a organizaram e convidaram os pais do morto, assim como a noiva e um amigo em comum. Para completar, chamaram, ainda, um ex-professor deles por quem o Brandon possuía muita admiração, devidoas suas ideias de superioridade.

059_01

A festa inicia-se e é neste ambiente tenso que os convidados conversam sobre os mais diversos assuntos. A Sra. Artwater (Constance Collier), tia do rapaz falecido, com seus devaneios sobre Astrologia; a noiva Janet Walker (Joan Chandler) desconfortável pela presença do seu ex-noivo Kenneth (Douglas Dick); o pai Sr. Kentley (Cedric Hardwicke) a todo momento preocupado com a demora do filho David para chegar ao evento. Já o professor Rupert Cadell (James Stewart), observando atentamente o comportamento de todos.

O filme possui vários aspectos muito interessantes. Um deles diz respeito à ideia de ter a impressão de não haver cortes entre as cenas, o chamado Plano-Sequência. A história se passa entre dois cômodos e os cortes necessários são bem disfarçados ao focar em algum objeto.

059_02

Outro ponto interessante de ressaltar é a questão de como os assassinos, principalmente, o Brandon se delicia e se sente excitado no assassinato. O jovem cita Nietzsche e sua ideia de Super-Homem (Übermensch) na qual haveria um ser superior aos demais e esse deveria ser o modelo ideal para elevar a humanidade. E, por isso, matar um ser humano inferior não é um crime e sim considerado uma obra de gênio. Toda essa Filosofia ele aprendeu com o Professor Cadell.

O professor, por sinal, é um personagem muito interessante, pois a todo momento ele percebe que algo está muito errado só não consegue identificar o motivo de suas suspeitas. Durante o jantar, ele interroga de maneira discreta Phillip que apresenta um comportamento apreensivo.

059_03

A certa altura da festa, todos preocupados com David, resolvem que devem procurá-lo e, com isso, o evento se encerra. Cadell ao se despedir dos anfitriões repara em algo que será crucial para o desfecho da história. A partir daí deixo para os leitores assistirem e se deliciarem com essa obra que por muitos é considerada uma aula de cinema. Um filme obrigatório na lista de todo cinéfilo que se preze.

Barra Divisória

assinatura_julianna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s