031_00

AVISO! CONTEÚDO SENSÍVEL! Se você for uma pessoa que se impressiona com facilidade, não acompanhe esse artigo, algumas imagens podem ser chocantes!
Você já ouviu falar sobre combustão humana espontânea? Imagine o quanto estranho seria o seu corpo simplesmente começar a queimar de uma hora pra outra, alcançando uma temperatura tão alta onde sobrariam apenas cinzas. E o mais estranho, geralmente não afetando praticamente nada ao redor. Embora raro, esse fenômeno é verdadeiro e motivo de intriga entre a comunidade científica. Então fique comigo porque vou te contar cinco episódios onde esse misterioso fenômeno tragicamente tirou a vida de pessoas como se o fogo tivesse vindo do interior de seus corpos.

031_01

PRIMEIRO CASO – HENRY THOMAS
Em 1980 na cidade de Ebbw Vale, sul do País de Gales, Reino Unido, um senhor de 73 anos foi encontrado carbonizado na sala de sua casa. Todo seu corpo foi incinerado, sobrando apenas seu crânio e parte das pernas abaixo do joelho, e curiosamente as meias e calça se mantiveram intactas nesta região. A metade da cadeira onde repousava também foi destruída. O laudo pericial atribui a fatalidade ao efeito pavio. A morte foi classificada formalmente como morte por incêndio. Mais a frente farei as considerações explicarei do que se trata tal efeito.

031_02

SEGUNDO CASO – JEANNIE SAFFIN
Existem muitos casos de combustão espontânea, mas poucos onde houvesse uma testemunha. Esse caso ocorreu em 1982, Londres, quando Jeannie Saffin, uma mulher de 61 anos com problemas mentais estava sentada com seu pai de 82. O senhor desviou o olhar da filha e percebeu na visão periférica um raio de luz. Quando se deu conta Jeannie estava coberta em fogo e mesmo assim imóvel. Ele se esforçou para tentar apagar as chamas, mas não conseguiu conter as graves queimaduras de terceiro grau na parte superior do corpo. A mulher ainda foi hospitalizada, porém uma semana depois não resistiu aos graves ferimentos.

031_03

TERCEIRO CASO – YOUNG SIK KIM
Esse caso aconteceu em Honolulu no Havaí, no ano de 1956. Young Sik Kim era um homem de 78 anos com paralisia da cintura para baixo, e portanto vivia em uma cadeira de rodas. Certo dia, de repente, começaram a emanar chamas azuis de seu estômago, e espalharam-se rapidamente por todo o restante do seu corpo. Sua vizinha, Virginia Cadet, ainda tentou correr para ajudá-lo, mas as chamas eram muito intensas. Ligou para o corpo de bombeiros, que levaram 15 minutos para chegar ao local. Chegando restavam apenas os pés inteiros, todo o restante de seu corpo virou cinzas. Ficaram perplexos ao ver que roupas, móveis de madeira e os livros que estavam perto não foram afetados.

031_04

QUARTO CASO – FRANK BAKER
Se preparando para ir pescar com o amigo Pete Willey, Frank Baker, um veterano americano de guerra, explodiu em chamas enquanto estava sentado no sofá de casa em 1985. Willey interviu conseguindo abafar o fogo, tendo salvo Baker da situação. Embora muito abalado, os ferimentos não chegaram a ser tão graves, e procurando ajuda médica ouviu dos profissionais que não conseguiam entender direito o que poderia ter ocorrido, mas que o fogo havia realmente começado de dentro para fora. O caso repercutiu na mídia, e Baker foi convidado para o programa de TV “The Unexplained Files“. Lá ele contou o incidente e revelou um segundo episódio, onde de novo tinha sido salvo pelo amigo enquanto pescavam. Sendo esse um caso verdadeiro, seria um dos poucos conhecidos onde alguém teria sobrevivido para contar a história.

031_05

QUINTO CASO – POLONUS VORSTIUS
Esse agora é um caso muito antigo, de 1470, e foi publicado no Historiarum Anatomicarum Rariorum de 1641. É considerado o primeiro caso registrado de combustão humana espontânea. Polonus vivia na Itália e havia bebido altas doses de um vinho muito forte, de repente começou a vomitar fogo. As labaredas se espalharam e consumiram todo seu corpo. O incidente foi registrado pelo médico Thomas Bartholin, um aficionado por casos bizarros e extraordinários como esse.

031_06

Várias hipóteses foram sugeridas através dos tempos para tentar explicar a razão da combustão humana espontânea ocorrer. Pessoas assombradas pelo sobrenatural, e o alto consumo de álcool. Mas a ideia da bebida percebeu-se forçada demais, visto que a retenção corporal é muito baixa para que isso fosse considerado viável. Quanto ao sobrenatural, não havia nada onde se sustentar além da superstição. Até hoje não existe uma explicação definitiva da ciência sobre o que pode levar à isso. Uma das teorias mais fortes é a do efeito pavio, situação onde os trajes da vítima fica encharcado com a própria gordura corporal, funcionando como um pavio de vela. Porém existem muitos casos onde essa condição não se encaixa adequadamente. Esse é um dos mistérios que a ciência ainda não solucionou, e que até termos respostas irá continuar a nos assustar.

As imagens aqui expostas são meramente ilustrativas, e não necessariamente correspondem a retratação real dos casos.

Barra Divisória

assinatura_dan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s