Granblue Fantasy The Animation

Granblue Fantasy: A Animação traz um mundo onde ilhas voadoras dividem a geografia num conceito tradicional já conhecido por amantes dos jogos de RPGs japoneses como Final Fantasy ou a série Tales Of. Barcos voadores, ilhas flutuantes com suas quedas d’água e edificações com arquiteturas fantásticas proliferam pelo anime. Nada é original ao mesmo tempo que nada incomoda, simplesmente ele traz um conceito clichê, mas que se valendo de sua qualidade acaba convencendo. O anime é derivado de um jogo de RPG Granblue Fantasy lançado em 2014 no Japão pela Cygames para Android, iOS e navegadores web. No mesmo ano lançaram uma light novel que trazia códigos de conteúdo extra para o jogo. Poucos anos depois a adaptação para anime estreou nos canais japoneses Tokyo MX, AT-X e BS11, e chegou para o restante do mundo através do serviço por de stream por assinatura Crunchyroll. Tanto o jogo quanto o anime levam as assinaturas de Nobuo Uematsu e Tsutomu Narita na trilha sonora.

018_01

PLOT (Com leves spoilers do primeiro episódio!)
Após anos sofrendo com experiências nos laboratórios do Império, a jovem Lyria é ajudada a escapar pela desertora Katallina. A fuga não é tão exitosa assim, e após uma grande explosão, Lyria é atirada da grande nave onde estava e cai em meio uma densa floresta. Ali próximo estava Gran, um jovem aprendiz de espadachim que durante seus afazeres domésticos em sua vila, ouviu o estrondo e percebeu que algo azul brilhante caía do céu. Curioso e preocupado, correu na direção para descobrir o que era acompanhado de seu amigo, um pequeno lagarto voador. Lyria, Katallina e Gran se encontram, e logo são cercados pelos inimigos que evocam uma enorme criatura. Gran é atingido mortalmente, e num ato de desespero Lyria faz uso de seu poder trazendo-o de volta à vida. Agora ambos possuem um laço mágico, onde a vida de um depende da outra, então Gran se junta às duas numa incrível jornada.

Granblue Fantasy

Contando com 12 episódios e mais 2 OVA’s, Another Sky e Jack O’Lantern, o anime faz o papel de criar um subproduto para fãs do jogo, mas também é capaz de agradar quem quer apenas um bom divertimento. Traz uma aventura despretensiosa tendo cenas de ação com boa qualidade e um mundo com potencial para ser melhor explorado em futuras temporadas. Os personagens seguem estereótipo clássicos sem demonstrar vergonha disso, e a minha única reclamação é de apresentarem de uma só vez vários deles sem um desenvolvimento maior quando chega nos últimos episódios. Seu melhor atrativo fica para o visual e trilha sonora, com traços simples e elegantes, o anime mantém a boa qualidade do começo ao fim. E eu já ia me esquecendo de lembrar, o último episódio é a tradicional festa do biquíni, puro fan service para a meninada, em nada soma para o enredo da série.

Barra Divisória

assinatura_dan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s